Horário de Funcionamento : Segunda a Sexta - 07h30 às 20h.

Agende uma consulta

(11) 5543-0150 / (11) 99538-7772

Eduardo Bertero - Doctoralia.com.br

Impotência Sexual - Disfunção Erétil (DE)

A disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual, é uma condição caracterizada pela incapacidade de obter ou manter uma ereção suficiente e adequada para manter uma relação sexual satisfatória. Dito isso, os sintomas de disfunção erétil incluem a dificuldade em obter e manter o pênis ereto para uma relação sexual satisfatória. Trata-se de uma disfunção de ordem física, mas que também pode impactar significativamente na autoestima e nas relações conjugais.

Felizmente, hoje existem diversas opções de tratamento disponíveis, permitindo que os homens retomem sua atividade sexual normal. Este recurso online pode auxiliar você a entender melhor os aspectos importantes da disfunção erétil, facilitando a tomada de decisões bem informadas em relação à sua saúde.

Mas afinal, o que faz um homem ter disfunção erétil? Para explicar isso, é necessário primeiro entender como uma ereção acontece.

Quando você vê, escuta ou sente alguma coisa “sexualmente excitante”, seu cérebro envia um sinal que faz com que os músculos do pênis relaxem. Quando isso ocorre, dois tubos existentes ao longo do pênis (denominados corpos cavernosos) enchem-se de sangue. O pênis se expande e endurece.

À medida que os tubos se expandem, eles também fazem pressão contra as veias que transportam o sangue para fora do pênis. O sangue fica então bloqueado nos tubos e o pênis torna-se ereto.

É importante compreender o papel do fluxo de sangue na obtenção e manutenção da ereção. Em muitos casos, a disfunção erétil é causada por outros problemas de saúde que podem restringir o fluxo de sangue por todo o corpo, inclusive no pênis.

Apesar de ser mais comum no envelhecimento, alguns homens acreditam que a disfunção erétil é parte inevitável do envelhecimento. Mas não é. A disfunção erétil é usualmente provocada por outras condições de saúde, medicamentos ou hábitos que interferem no fluxo sanguíneo. Alguns desses problemas de saúde ocorrem mais comumente à medida que se envelhece, mas isso não causa a disfunção erétil.

É importante saber também que homem impotente sente desejo e tem a libido normal na maioria dos casos. A falta de ereção por baixa libido é geralmente causada por questões psicológicas e emocionais como ansiedade, depressão ou até mesmo desconhecimento sobre a própria orientação sexual.

Dito isso, as principais causas da impotência sexual podem ser:

  • Estilo de vida ruim

Ter um estilo de vida saudável, alimentar-se bem, fazer exercícios físicos regularmente, beber com moderação e não fumar pode ajudá-lo a preservar a sua saúde sexual ao longo de toda a vida.

Por quê? Porque os problemas de saúde que afetam o fluxo sanguíneo estão entre as maiores causas da disfunção erétil. Problemas como diabetes, doenças do coração e alta pressão arterial restringem o fluxo de sangue, causando danos aos vasos sangüíneos, nervos, músculos lisos ou tecidos fibrosos envolvidos na obtenção e manutenção da ereção. Qualquer coisa que você faça para manter seu coração e seus vasos sanguíneos saudáveis contribuirá para evitar a impotência sexual.

  • Diabetes

A diabetes é considerada um fator de risco para a disfunção erétil, e muitos homens com diabetes desenvolvem a DE (eles apresentam também uma tendência a ter DE mais cedo em relação aos homens que não têm diabetes). Além disso, homens com diabetes têm probabilidade até quatro vezes maior de desenvolver a DE.

  • Pressão alta

A alta pressão sanguínea pode causar o enrijecimento ou estreitamento dos vasos sanguíneos. Isso pode restringir o fluxo do sangue do pênis, levando à disfunção erétil. Além disso, alguns fármacos usados no tratamento da pressão alta estão entre os medicamentos que podem causar disfunção erétil.

  • Doenças cardíacas e colesterol alto

Da mesma forma que a pressão arterial alta, as doenças do coração e o colesterol alto podem afetar o fluxo do sangue no pênis, levando à disfunção erétil. E os homens com doenças cardíacas são duas vezes mais propensos que os outros homens a desenvolver a DE.

  • Depressão, ansiedade, medo

A depressão, em conjunto com o estresse, a ansiedade e o medo do fracasso, podem contribuir para a DE. Ao mesmo tempo, homens que experimentam DE em consequência de causas físicas podem igualmente sentir-se deprimidos ou ansiosos. Isso é comumente o que pode causar impotência no homem jovem que é saudável fisicamente.

  • Cirurgia de próstata

A cirurgia de remoção radical da próstata, devido ao câncer, pode causar a disfunção erétil em função de danos causados aos nervos e artérias que passam perto da próstata e atuam sobre o pênis.

  • Outros problemas de saúde

Outros problemas de saúde que podem causar ou contribuir para a disfunção erétil incluem: doenças renais, alcoolismo crônico e esclerose múltipla.

  • Medicamentos

Alguns medicamentos usados no tratamento de outros problemas de saúde podem provocar a disfunção erétil como efeito colateral. Entre eles, alguns medicamentos usados no tratamento da alta pressão arterial, doenças do coração, alergias, depressão, ansiedade, desordens alimentares e úlceras.

É importante seguir o conselho do seu médico ou profissional da área de saúde e tomar os medicamentos como indicado. Converse com o seu médico sobre medicamentos que podem causar disfunção erétil, pois pode ser que ele prescreva um remédio diferente, que não cause esse problema.

  • Alcoolismo e Tabagismo

Fumar danifica as artérias, podendo causar problemas de fluxo de sangue que pode levar um homem a falhar na hora H. Os homens fumantes devem considerar discutir com seus médicos as estratégias disponíveis para cessar o hábito de fumar.

Beber álcool em excesso também pode levar à disfunção erétil através de vários mecanismos que afetam tanto a saúde física quanto psicológica. O álcool pode danificar os vasos sanguíneos, interferir na produção de hormônios, comprometer a capacidade dos sinais nervosos de iniciar uma ereção, etc.

Não é preciso zerar o consumo de álcool, mas a quantidade e a frequência que você consome bebidas alcoólicas precisa ser avaliada e monitorada.

Seja qual for a causa da sua DE, você não está só. Mais de 150 milhões de homens em todo o mundo estão apresentando os mesmos sintomas e as mesmas emoções que você e seu parceiro podem estar experimentando em função da impotência.

A boa notícia é que a disfunção erétil pode ser tratada. A lista de tratamento continua crescendo e inclui novas opções seguras e eficientes. Clique aqui para conhecer os principais tratamentos para disfunção erétil disponíveis.